Google+ Followers

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Sadia e Perdigão condenadas por trabalho escravo

BRF, dona de Sadia e Perdigão, é condenada a pagar R$ 1 milhão por trabalho escravo


Tráfico humano

A BRF, dona das marcas Sadia, Perdigão e Batavo, entre outras, foi condenada a pagar indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 1 milhão por manter trabalhadores em condições análogas às de escravos em uma fazenda no município de Iporã (PR). A decisão foi proferida pelo Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (TRT-9) em julho.
Em fiscalização realizada no começo de 2012, o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Umuarama (PR) constatou graves irregularidades trabalhistas nas atividades de reflorestamento realizadas na fazenda arrendada pela BRF. De acordo com o órgão, as ilegalidades iam desde jornada excessiva e condições precárias dos alojamentos até a contaminação da água fornecida aos trabalhadores para consumo.
 
"A situação encontrada configura trabalho degradante, já que foram desrespeitados os direitos mais básicos da legislação trabalhista, causando repulsa e indignação, o que fere o senso ético da sociedade", afirma o procurador do trabalho Diego Jimenez Gomes, responsável pelo caso.
 
No processo, a BRF alegou que as atividades de reflorestamento eram feitas por empresa terceirizada, o que afastaria sua responsabilidade. No entanto, a Justiça do Trabalho entendeu que a empresa deveria ser condenada porque também é responsável pela garantia de um meio ambiente de trabalho saudável.
 
Além do pagamento da indenização, a empresa também foi sentenciada a cumprir diversas obrigações quanto à higiene, saúde, segurança e medicina do trabalho, em relação a todos os trabalhadores que, de forma direta ou indireta, prestem-lhe serviços na atividade de reflorestamento.

Fonte: http://terramagazine.terra.com.br/blogterramagazine/blog/2014/08/27/brf-dona-de-sadia-e-perdigao-e-condenada-a-pagar-r-1-milhao-por-trabalho-escravo/
 

domingo, 24 de agosto de 2014

Terremoto de 6 graus atinge o norte da Califórnia

Não há registro de mortos ou danos materiais, segundo Centro Geológico dos Estados Unidos

Um terremoto de 6 graus de magnitude abalou neste domingo a região norte da Califórnia, no entanto, ainda não há registro de mortos ou danos materiais, anunciou o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS). O tremor aconteceu às 3h20min locais (7h20min de Brasília) ao noroeste da cidade de American Canyon, no estado da Califórnia, a uma profundidade de 10,8 quilômetros.

A cidade de Napa, a quase 10 km do epicentro do tremor, ficou sem energia elétrica, assim como outras localidades próximas. Quase 10 mil casas foram afetadas. A polícia rodoviária de San Francisco está verificando as passarelas e pontes em busca de indícios de danos estruturais e pediu aos moradores que divulguem qualquer problema.

Os moradores das cidades de San Francisco, 60 km ao sudoeste do epicentro, e Davis, na mesma distância mas ao nordeste, informaram na rede social Twitter que sentiram o terremoto. 

Fonte: http://www2.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=533977

terça-feira, 19 de agosto de 2014

OS 10 PAÍSES MAIS RACISTAS DO MUNDO


OS 10 PAÍSES MAIS RACISTAS DO MUNDO

Michael Brown, morto pela polícia norte-americana. Assassinato gerou protestos em Ferguson, Missouri. Esse caso está longe de ser uma excessão nos Estados Unidos.


O racismo é definido pela maneira de pensar, em que se evidencia a existência de raças humanas diferentes e superiores umas às outras, com relação de características físicas hereditárias e conceitos envolvendo caráter, cultura e inteligência.
E não há teoria científica que apóie o racismo, este uma combinação de opiniões pré-concebidas, com valorização das diferenças biológicas entre seres humanos, e atribuição de superioridade a alguns, segundo a matriz racial. Nesta seleção estão os 10 países mais racistas do mundo.
Infelizmente o racismo existe, e alguns casos ganham repercussão na mídia internacional, como no caso do lateral direito Daniel Alves. Este que recebeu apoio de celebridades, jogadores e da presidente Dilma Rousseff.
torcida adversária atirou uma banana na direção do Daniel, quando o mesmo ia bater escanteio. A resposta foi direta, pois o jogador comeu a fruta e continuou a jogar. Mais um caso de racismo que foi notícia mundial, envolve o dono do Los Angeles Clippers com sua namorada. Ele reclamou que a namorada postou fotos no Instagram com um negro, Magic Johnson.

10º ÍNDIA


Há um determinado orgulho pela Índia ser secular e racialmente tolerante, porém, o sistemas de castas no país expõem um verdadeira história racista de terror. Evidências do racismo na Índia são apontadas com motins em Deli e Gujrat. Há uma grande segregação de indianos do nordeste onde se encontra a maioria das castas consideradas “inferiores”.

9º PAQUISTÃO

O país é de maioria muçulmana, com rivalidade interna; de xiitas e sunitas. Mas existem problemas maiores, mesmo que existam salvaguardas constitucionais para garantia de intolerância a qualquer incidente de discriminação racial.
Não foram tomadas medidas necessárias para conter o processo pelo governo do Paquistão. Os americanos ainda são tolerados, porém indivíduos de outros países enfrentam o pior de tudo.


8º RÚSSIA

Em muitas vezes o racismo neste país é direcionado para qualquer indivíduo que não seja russo. Os racistas fanáticos são contra, de maneira extrema, aos caucasianos, africanos, judeus e chineses. Migrantes destas raças em específico por várias vezes enfrentam estereótipos raciais e então discriminação, que podem culminar em violação dos direitos humanos e crimes de ódio.


7º ISRAEL


Árabes israelenses e palestinos são dois grupos que enfrentam a ira da discriminação racial neste país. Isso deriva da história do estado, em anos do pós-guerra mundial. O muro construído por Israel cercando parte de seu território demonstra a grande necessidade de defesa ou segregação de um povo para outro.


6º ALEMANHA

ideias neonazistas alemães, por mais absurdo que seja, são ainda contemporâneas. Tais grupos pensam em próprias linhas baseadas na filosofia de Hitler, do país unido e com glória restaurada. Os grupos, por pressão constante do governo e Nações Unidas, conseguem sobreviver secretamente com atividades clandestinas.


5º JAPÃO


O Japão se vangloria de ser racialmente tolerante, porém não há restrições eficazes sobre ações xenófobas e direitos para estrangeiros. É comum ocorrer impedimento de alguns serviços e atividades para estrangeiros, como ocorreu em uma partida de futebol do clube Urawa Reds, onde a torcida colocou uma faixa na entrada de um dos setores do estádio com os dizeres “Somente japoneses” (foto). Em 2005, um relatório das Nações Unidas apontou forte preocupação com racismo neste país, com reconhecimento do governo para o problema não satisfatório.

4º RUANDA



O racismo foi a causa de um marcante genocídio que ocorreu em abril e junho de 1994, em que uma quantidade estimada de 800 mil ruandeses foram mortos; no intervalo de somente 100 dias. A maior parte dos assassinados de forma brutal pertencia à etnia Tutsi, e os autores do crime foi a tribo Hutu. Até os dias atuais há discriminação entre os dois povos étnicos.


3º AUSTRÁLIA



Quase a metade dos australianos nasceram no exterior ou são de pais nascidos em país diferente; uma em cada cinco pessoas afirmou ter enfrentado discriminação racial por isso. Em 2009, aconteceu um aumento na quantidade de crimes de ódio focada em indianos; aconteceram mais de 100 incidentes de assalto dos estudantes indianos, e 23 apresentavam conotações raciais inconfundíveis.


2º REINO UNIDO


As empresas hooligan da década de 60 eram intolerantes com estrangeiros, em especial norte-americanos, denominados de maneira irônica de Yankees.
Os fantasmas do apartheid ainda são predominantes. Em 2004, 87.000 indivíduos da comunidade negra ou minorias enfrentaram crime com motivação racial. E 92.000 pessoas brancas também foram vítimas das conversões de espécie racial.


1º ESTADOS UNIDOS


A discriminação étnica e racial se transformou em problema grave, trazendo constrangimento para este país, em âmbito internacional. Os asiático-americanos, afro-americanos e latino-americanos, e também americanos europeus, ainda não são considerados indivíduos que pensam em si mesmos como norte-americanos.
Os EUA mantém uma visão tolerante sob um líder afro-americano, porém a realidade está longe de uma sociedade homogênea. Já que reflexos raciais são infundidos na cultura do país, assim como em habitação, educação, emprego, dentre outros setores.



Leia mais em: http://top10mais.org/top-10-paises-mais-racistas-mundo/#ixzz3Asq18gJe

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

David Coimbra: Brasil X EUA


É óbvio que viver nos Estados Unidos é melhor do que viver no Brasil. É uma vida... o que direi agora parecerá contraditório, parecerá até absurdo, mas a verdade é que a vida nos Estados Unidos é mais segura, mais pacífica... mais calma do que no Brasil. Porém, ah, porém, isso não significa que os Estados Unidos sejam melhores do que o Brasil, nem que os americanos sejam melhores do que os brasileiros. Não são.

A prova é o comportamento dos brasileiros nos Estados Unidos. Ou no Japão, ou na Austrália, ou em qualquer país da Europa Ocidental. Nesses lugares supostamente tão mais civilizados, os brasileiros se comportam como os locais, com educação, com respeito, com discrição, com civilidade.

Os Estados Unidos são continentais; o Brasil também. Os Estados Unidos estão repletos de belezas e recursos naturais; o Brasil também. Os médicos, os jornalistas, os empresários, os operários e, pasmem!, os políticos brasileiros não são piores  do que os americanos. Mas a medicina, o jornalismo, as empresas e a política dos Estados Unidos são melhores do que seus similares do Brasil. Por quê?

A vantagem dos Estados Unidos começa no começo: na colonização. Não, não é o que você está pensando. Não estou dizendo que os colonizadores ingleses eram superiores aos portugueses. Isso é uma bobagem de leve laivo racista. A principal colônia inglesa, a chamada joia da coroa, era a Índia, que não é nenhum modelo de bem-estar social. Já para a Austrália, os ingleses só mandaram ladrões, assassinos, banidos religiosos e escroques de todo gênero, e a Austrália, sim, é um dos modelos de bem-estar social.
Qual é, então, a diferença?

É o tipo de colonização. Os ingleses que foram para a Austrália e para os Estados Unidos foram para ficar, para construir uma nação. Os ingleses que foram para a Índia, bem como os portugueses que foram para o Brasil, só queriam tirar da terra tudo o que havia de valioso e levar o mais rápido possível para a matriz, onde se repimpariam longe da selvageria tropical.

O Brasil e a Índia cresceram tortos porque ninguém se importa em estabelecer regras num local em que só se está de passagem. Tudo no Brasil foi sempre provisório e, de certa forma, continua sendo. O Brasil não fica pronto nunca.

Mas um dia o Brasil haverá de compreender que é preciso voltar ao começo, que é preciso recomeçar, e que a única forma de recomeçar é pelas crianças, investindo maciçamente, quase que unicamente nas crianças. Um dia. Só que vai demorar. Testemunhando a exibição triste, morna e deprimente dos candidatos a presidente da República, suspiro de dor. E sei que ainda vai demorar.
Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticia/2014/08/david-coimbra-brasil-x-eua-4575502.html?utm_source=Redes%20Sociais&utm_medium=Hootsuite&utm_campaign=Hootsuite

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Terremotos: México e Equador

Terremoto atinge Oaxaca, no México
Tremor teve magnitude 5,8, diz USGS.
Não há relato de danos ou vítimas
 
Um terremoto de magnitude 5,8 atingiu o estado mexicano de Oaxaca nesta terça-feira (12), informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês).
Não há relatos imediatos de danos ou de vítimas.
O tremor foi registrado a 10 km de profundidade de 10 km e seu epicentro foi localizado a 16 km a oeste da cidade de Pinotepa Nacional.

O serviço de emergência de Pinotepa informou que nenhum dano foi relatado por suas patrulhas.

Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/08/terremoto-atinge-oaxaca-no-mexico.html

Terremoto deixa ao menos dois mortos na capital do Equador

Tremor de magnitude 5,1, considerada como moderada, atingiu Quito nesta terça-feira; oito pessoas ficaram feridas

Imagem mostra onde terremoto ocorreu, próxima a Quito, atingida pelo tremor

Ao menos duas pessoas morreram após um terremoto atingir a capital do Equador, Quito, na tarde desta terça-feira (12). A informação foi confirmada pela página no Twitter oficial da Presidência da República do país.
Segundo o governo equatoriano, as duas vítimas fatais possivelmente trabalhavam em atividades mineiras ilegais quando foram soterradas pelo tremor. Além delas, oito pessoas ficaram feridas. A Secretaria de Gerenciamento de Riscos diz que houve pequenos danos em edifícios e estradas na região norte da capital. Também ocorreram deslizamentos de terra em algumas áreas.
De acordo com o Serviço Geológico dos EUA, a magnitude do tremor, localizado a 7,7 quilômetros de profundidade e a 22,5 km a nordeste da cidade, foi de 5,1, classificada como moderada. Quito tem mais de 1,6 milhão de habitantes.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

O voto nulo é um suicídio

O voto nulo é um suicídio

Por Diego Casagrande
Sempre que alguém bate no peito para dizer com orgulho que anulará o voto na próxima eleição só posso lamentar. Ao ausentar-se da trincheira do voto, está deixando a outros que escolham por ele.
Ingenuamente, quem age desta forma, mais do que prejudicando o todo, está prejudicando a si mesmo. Ele acha que os políticos verão aquela avalanche de votos nulos, talvez 20%, 30% do total e pensarão: “O povo está chateado, vamos ser mais sérios”. Ou “o povo cansou, vamos melhorar”. Ilusão.
Isso não vai acontecer por uma única razão: nada, absolutamente nada muda com o voto nulo. É como se as pedras no tabuleiro não se movessem. É como se alguém visse algo pegando fogo e não tentasse apagar. Visse um acidente na rodovia e não tentasse ajudar os feridos. Estivesse à beira de um penhasco e preferisse cair.
O voto nulo é como um suicídio. É como se a cidadania estivesse abrindo mão dela própria e deixando sua vida, seu futuro, ao “Deus dará”.
Pelas regras da nossa democracia, gostemos ou não, o voto nulo não altera o resultado de uma eleição. No jogo eleitoral brasileiro, se o voto nulo tiver 20% ou 99% da preferência dos eleitores, tanto faz, não será contabilizado. O que conta são os votos válidos e só. Nem mesmo a abstenção da maioria anula uma eleição.
Infelizmente, há muito tempo existem campanhas sistemáticas na internet induzindo milhões de pessoas indignadas com a representação política a uma compreensão equivocada do voto nulo. São correntes que espalham mentiras, informando que se mais de 50% dos eleitores anularem seus votos, haverá nova eleição. Não haverá.
Sem falar no principal: quem anula o voto está dizendo, ao contrário do que deseja, amém para os governantes de plantão. Anular o voto torna o eleitor imóvel, desprezível, diminui seu valor. E esta imobilidade é o que mantém o continuísmo. E o continuísmo, não raro, leva ao descalabro.
Brecht falava no “analfabeto político”, aquele que ao se ausentar da política, permite o nascimento das mazelas sociais. Ao anular o voto, o cidadão está promovendo sua auto-anulação. Está dizendo que não faz parte do sistema, embora isso não altere em nada o sistema. E depois quer reclamar?
Na eleição de 2014 mais uma vez escolherei o “menos pior”. Mais uma vez fecharei o nariz para votar. Mas anular voto, jamais.
Fonte: http://www.metrojornal.com.br/nacional/colunistas/o-voto-nulo-e-um-suicidio-68889#respond

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Inflação oficial fica próxima de zero em julho e é a menor em quatro anos

Geografia Econômica


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), adotado como indicador oficial de inflação no país, teve variação próxima de zero em julho (0,01%), a menor desde junho de 2010 (0,00%). Também foi o quarto recuo mensal seguido (variou 0,40% em junho), segundo os dados do IBGE, que divulgou o resultado hoje (8). Agora, o IPCA está acumulado em 3,76% no ano, acima de igual período de 2013 (3,18%). Em julho do ano passado, o IPCA variou 0,03%. Em 12 meses, vai a 6,50%, abaixo dos 12 meses imediatamente anteriores (6,52%). Segundo o instituto, preços de passagens aéreas, combustíveis e diárias de hotéis tiveram forte influência sobre o resultado do mês.
O grupo Transportes, que havia registrado alta de 0,37% no mês anterior, variou -0,98% em julho, enquanto Despesas Pessoais foi de 1,57% para 0,12%. “No item passagens aéreas a queda de 26,86% levou à liderança dos principais impactos para baixo, com -0,14 ponto percentual”, diz o IBGE. Vários itens registraram queda: etanol (-1,55%), pneu (-1,01%), gasolina (-0,80%), lubrificação e lavagem (-0,67%), conserto de automóvel (-0,54%), acessórios e peças (-0,40%), automóvel novo (-0,29%), motocicleta (-0,14%) e automóvel usado (-0,09%).
No segundo caso, os preços dos hotéis caíram 7,65%, após subir 25,33% em junho, sob influência da Copa do Mundo. Outros itens de despesa pessoal também caíram, como serviços de cabeleireiro (de 0,47% para -0,08%).
Alimentos
O grupo Alimentação e Bebidas teve recuo pelo quarto mês seguido, desta vez de -0,11% para -0,15% “A queda é ainda mais intensa se considerados os alimentos consumidos em casa, com -0,51%. Os preços chegaram a cair 2,26% em Campo Grande e somente em São Paulo ocorreu aumento, de 0,25%”, relata o IBGE.
O custo da alimentação fora de casa subiu (0,52%), mas de forma menos intensa do que em junho (0,82%) – o IBGE destaca a alta da cerveja (1,63%). “Entre os poucos alimentos que se destacaram por aumento de preços estão o leite (2,16%) e alguns de seus derivados, como queijo (1,82%), leite em pó (0,87%) e iogurte (0,52%), além do café moído (1,34%) e do frango em pedaços (1,26%). Vários ficaram mais baratos, especialmente a batata-inglesa (-18,84%) e o tomate (-17,33%).”
Caíram ainda os preços de feijão carioca (-6,42%), feijão preto (-4,22%), cebola (-3,96%), farinha de mandioca (-3,46%), hortaliças (-3,39%), pescados (-2,01%), feijão mulatinho (-1,95%), óleo de soja (-1,64%), ovo (-1,49%), frutas (-0,59%) e frango inteiro (-0,56%).
O grupo Vestuário também teve queda: de 0,49%, em junho, para -0,24%). De acordo com o instituto, os preços da roupas femininas caíram 0,72% após liquidações feitas pelo mercado.
Os únicos grupos com alta maior de um mês para o outro foram Habitação (de 0,55% para 1,20%) e Artigos de Residência (de 0,38% para 0,86%). No primeiro, impacto principal foi do custo com energia elétrica, que subiu em várias regiões: a alta de 4,52% na tarifa representou 0,12 ponto percentual no índice geral. Também aumentaram despesas com condomínio (0,95%) e aluguel (0,92%), enquanto caiu (-1,34%) a taxa de água e esgoto, mesmo com elevações em algumas áreas – a maior influência veio da região metropolitana de São Paulo, onde as contas de água e esgotos caíram 9,11%.
O IPCA caiu em oito das 13 regiões pesquisadas. O maior índice foi apurado em Curitiba (0,50%), com efeito da alta da energia, e o menor, em Salvador (-0,61%), com queda do mesmo item e de combustíveis. Houve recuos ainda em Belém (-0,02%), Fortaleza (-0,17%), Vitória (-0,22%), Brasília (-0,23%), Campo Grande (-0,25%) e Recife (-0,26%). A taxa ficou próxima de zero em Goiânia (0,02%), Belo Horizonte (0,03%) e Porto Alegre (0,05%). Na região metropolitana de São Paulo, subiu menos (de 0,37% para 0,18%).
INPC
O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) variou 0,13%, abaixo de junho (0,26%) e acima de julho do ano passado (-0,13%). Está acumulado em 3,92%, ante 3,17% em igual período de 2013. Em 12 meses, sobe para 6,33% (6,06% nos 12 meses imediatamente anteriores).
Fonte: http://www.sul21.com.br/jornal/inflacao-oficial-fica-proxima-de-zero-em-julho-e-e-a-menor-em-quatro-anos/

domingo, 3 de agosto de 2014

Mais de 350 morrem em terremoto no sudoeste da China

Terremoto de magnitude 6,1 aconteceu a uma profundidade de 10 km.
Equipes de resgate trabalham no local em busca de sobreviventes


Mais de 350 pessoas morreram em um terremoto na região montanhosa da remota província chinesa de Yunnan, no sudoeste do país, neste domingo (3), segundo a agência estatal chinesa Xinhua. O terremoto de magnitude 6,1 também foi sentido nas províncias vizinhas de Guizhou e Sichuan.
O tremor aconteceu às 16h30 (5h30 de Brasília), a uma profundidade de 10 km, segundo o Centro de Geofísica dos Estados Unidos (USGS). A TV chinesa mostrou imagens de moradores aterrorizados correndo para as ruas e prédios derrubados – um deles, uma escola. Segundo as autoridades, as comunicações com o local foram seriamente afetadas.
Moradores e as equipes de resgate trabalham no local em busca de sobreviventes. 367 pessoas morreram, mais de 1.400 ficaram feridas e outras 181 são consideradas desaparecidas, informou a agência de notícias estatal Xinhua.
O governo enviou 2 mil barracas, 3 mil macas, 3 mil cobertores e 3 mil casacos para a zona do desastre. A imprensa estatal anunciou o envio de 2.500 soldados às áreas afetadas pelo terremoto, que se unirão a uma equipe de mais de 300 policiais e bombeiros procedentes da cidade de Zhaotong.
No distrito de Ludian, próximo ao epicentro, mais de 120 mortes aconteceram, de acordo com aChina News Service, a segunda agência de notícias oficial do país.
As províncias vizinhas à Yunnan, Guizhou e Sichuan, também sentiram os efeitos do terremoto. O sudoeste da China está localizado entre as placas tectônicas Euroasiática e da Índia, sendo assim uma área suscetível a terremotos.
Em 1974, um tremor de 6,8 graus na mesma região matou mais de 1.500 pessoas. Em 2008, um terremoto de 8 graus em Sichuan, uma das províncias mais populosas da China, deixou mais de 87 mil mortos e desaparecidos. Em setembro de 2012, outras 80 pessoas morreram em dois terremotos na região montanhosa entre Yunnan e Ghizhu.
Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/08/mais-de-350-morrem-em-terremoto-no-sudoeste-da-china.html

sábado, 2 de agosto de 2014

Massacre injustificável: Quase 300 crianças já morreram devido aos ataques na Faixa de Gaza

Levantamento do Unicef mostra que menores são 30% das vítimas civis na região




A ofensiva militar israelense na Faixa de Gaza, iniciada em 8 de julho, provocou a morte de pelo menos 296 crianças e adolescentes palestinos, anunciou o Unicef.

“As crianças representam 30% das vítimas civis”, afirma o Fundo das Nações Unidas para a Infância. “O número de crianças mortas nas últimas 48 horas pode aumentar, após uma série de verificações que estão sendo feitas”, afirma o órgão. Os dados ainda não são definitivos.

Segundo a informação que o Unicef possui atualmente, “entre 8 de julho e 2 de agosto foram registradas as morte de pelo menos de 296 crianças palestinas”. Mais de 1.650 palestinos, em sua ampla maioria civis, morreram em consequência da ofensiva israelense.

O Estado de Israel acusa o movimento islamita palestino Hamas, que controla Gaza, de usar a população como escudo humano. 

Ainda que uma solução pacífica para o conflito não esteja próxima – e com o fracasso no cessar-fogo humanitário – Israel autorizou neste sábado os moradores do Norte da Faixa de Gaza a retornarem a suas casas “em total segurança”.

Fonte: http://www2.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=532179

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Números da violência em alguns municípios da Região Metropolitana de POA

O relatório divulgado nesta sexta-feira pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) revelou um aumento de 22% no número de assassinatos em todo o Rio Grande do Sul. Além disso, o levantamento aponta que cresceu em 9% o furto e roubo de veículos, e em 13% as ocorrências de roubo.

Segue abaixo dados de algumas cidades da RMPA (1ºsemestre 2014):

Município: GRAVATAI
Homicídio Doloso: 54
Furtos: 1,723
Furto de Veículo: 329
Roubos: 875
Latrocínio: 3
Roubo de Veículo: 306
Estelionato: 183
Entorpecentes - Posse: 247

Município: ALVORADA
Homicídio Doloso: 71
Furtos: 1,128
Furto de Veículo: 148
Roubos: 1,126
Latrocínio: 0
Roubo de Veículo: 160
Estelionato: 136
Entorpecentes - Posse: 141
Entorpecentes - Tráfico: 126

Município: CANOAS
Homicídio Doloso: 49
Furtos: 3,030
Furto de Veículo: 339
Roubos: 1,429
Latrocínio: 2
Roubo de Veículo: 460
Estelionato: 193
Entorpecentes - Posse: 237
Entorpecentes - Tráfico: 177

Município: NOVO HAMBURGO
Homicídio Doloso: 51
Furtos: 2,015
Furto de Veículo: 589
Roubos: 1,088
Latrocínio: 4
Roubo de Veículo: 423
Estelionato: 212
Entorpecentes - Posse: 185
Entorpecentes - Tráfico: 108

Município: SAPUCAIA DO SUL
Homicídio Doloso: 18
Furtos: 1,010
Furto de Veículo: 177
Roubos: 649
Latrocínio: 1
Roubo de Veículo: 97
Estelionato: 89
Entorpecentes - Posse: 66
Entorpecentes - Tráfico: 54

Município: SAO LEOPOLDO
Homicídio Doloso: 58
Furtos: 1,626
Furto de Veículo: 314
Roubos: 861
Latrocínio: 1
Roubo de Veículo: 232
Estelionato: 169
Entorpecentes - Posse: 140
Entorpecentes - Tráfico: 120

Município: VIAMAO
Homicídio Doloso: 53
Furtos: 1,331
Furto de Veículo: 240
Roubos: 848
Latrocínio: 3
Roubo de Veículo: 174
Estelionato: 101
Entorpecentes - Posse: 268
Entorpecentes - Tráfico: 209

Município: CACHOEIRINHA
Homicídio Doloso: 19
Furtos: 1,046
Furto de Veículo: 151
Roubos: 529
Latrocínio: 0
Roubo de Veículo: 160
Estelionato: 94
Entorpecentes - Posse: 185
Entorpecentes - Tráfico: 40