Google+ Followers

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Advogado do doleiro Youssef confirma armação da revista Veja

Alberto Youssef

A situação da revista Veja e da Editora Abril, com a capa criminosa contra a presidente Dilma Rousseff, acusada sem provas pela publicação, pode se tornar ainda mais grave.
Reportagem do jornal Valor Econômico, publicada nesta quinta-feira (30), revela algo escandaloso: o “depoimento” do doleiro Alberto Youssef que ancora a chamada “Eles sabiam de tudo”, sobre Lula e Dilma, simplesmente não existiu.
Foi uma invenção de Veja, que atentou contra a democracia, tirou cerca de 3 milhões de votos da presidente Dilma Rousseff e, por pouco, não mudou o resultado da disputa presidencial, ferindo a soberania popular do eleitor brasileiro.
Quem afirma que o depoimento não existiu é ninguém menos que o advogado Antônio Figureido Basto, que representa o doleiro. “Nesse dia não houve depoimento no âmbito da delação. Isso é mentira. Desafio qualquer um a provar que houve oitiva da delação premiada na quarta-feira”, disse ele.
Basto também nega uma versão pró-Veja que começou a circular após as eleições – a de que Youssef teria feito um depoimento e depois retificado. “Não houve retificação alguma. Ou a fonte da matéria mentiu ou isso é má-fé mesmo”, acusa o defensor de Youssef.
Com isso, a situação de Veja torna-se delicadíssima. No fim de semana, a publicação passou por uma das maiores humilhações de sua história, ao ser obrigada a publicar um direito de resposta contra um candidato – no caso, a presidente Dilma Rousseff – em pleno dia de votação.
Agora, a revista pode ser condenada a circular neste próximo fim de semana com uma capa e páginas internas, também com direito de resposta. A decisão está nas mãos do ministro Teori Zavascki, que pode decidir monocraticamente – ou levar a questão ao plenário do Supremo Tribunal Federal. Mas mesmo no plenário Veja tende a perder. Afinal, como os ministros justificariam o direito de informar uma mentira, com claras finalidades eleitorais e antidemocráticas?
Veja cometeu um atentado contra a democracia brasileira, que envergonha o jornalismo, e este crime é apontado pelo próprio advogado do doleiro Youssef. Os responsáveis diretos são: Giancarlo Civita, controlador da Abril, Fábio Barbosa, presidente da empresa, e Eurípedes Alcântara, diretor de Redação de Veja.
Abaixo, reportagem do Valor Econômico sobre o caso:
Advogado de Youssef nega participação em ‘divulgação distorcida’
Por André Guilherme Vieira | De São Paulo
O advogado que representa Alberto Youssef, Antonio Figueiredo Basto, negou envolvimento na divulgação de informações que teriam sido prestadas pelo doleiro no âmbito da delação premiada, sobre o conhecimento de suposto esquema de corrupção na Petrobras pela presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Asseguro que eu e minha equipe não tivemos nenhuma participação nessa divulgação distorcida”, afirmou ao Valor Pro. A informação de que Dilma e Lula sabiam da corrupção na Petrobras foi divulgada na sexta-feira passada pela revista “Veja”.
No mesmo dia, o superintendente da Polícia Federal (PF) no Paraná, delegado Rosalvo Ferreira Franco, determinou abertura de inquérito para apurar “o acesso de terceiros” ao conteúdo do depoimento prestado por Youssef a delegados da PF e a procuradores da República.
“Acho mesmo que isso tem que ser investigado. Queremos uma apuração rigorosa”, garante Basto, que já integrou o conselho da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). “Eu não tenho nenhuma relação com o PSDB. Me desliguei em 2002 do conselho da Sanepar [controlada pelo governo do Estado]. Não tenho vínculo partidário e nem pretendo ter. Nem com PSDB, nem com PT, nem com partido algum”, afirma. O Paraná é governado por Beto Richa desde janeiro de 2011. Ele foi reconduzido ao cargo no primeiro turno da eleição deste ano.
A reportagem menciona que a declaração de Youssef teria ocorrido no dia 22 de outubro. “Nesse dia não houve depoimento no âmbito da delação. Isso é mentira. Desafio qualquer um a provar que houve oitiva da delação premiada na quarta-feira”, afirma, irritado, Basto. O advogado diz ser falsa a informação de que o depoimento teria ocorrido na quarta-feira para que fosse feito um “aditamento” ou retificação sobre o que o doleiro afirmara no dia anterior: “Não houve retificação alguma. Ou a fonte da matéria mentiu ou isso é má-fé mesmo”, acusa o defensor de Youssef.
Iniciadas no final de setembro, as declarações de Youssef que compõem seu termo de delação premiada são acompanhadas pelo advogado Tracy Joseph Reinaldet dos Santos, que atua conjuntamente com Basto.
O Valor PRO apurou que o alvo principal da operação Lava-Jato disse em conversas informais com advogados e investigadores, que pessoalmente considerava “muito difícil” que o presidente da República não tivesse conhecimento de um esquema que desviaria bilhões de reais da Petrobras para abastecer caixa dois de partidos e favorecer empreiteiras.
“Todo mundo lá em cima sabia”, teria dito o doleiro, sem, no entanto, citar nomes ou apresentar provas.
O esquema de corrupção na diretoria de Abastecimento da Petrobras teria começado em 2005, segundo a investigação e o interrogatório à Justiça Federal do ex-diretor de Abastecimento da petrolífera, Paulo Roberto Costa. Era o segundo ano do primeiro mandato do então presidente Lula. Dilma foi nomeada ministra de Minas e Energia em 2003.
Segundo a versão de Costa à Justiça, Lula teria cedido à pressão partidária para nomeá-lo diretor da Petrobras, sob risco de ter a governabilidade ameaçada pelo trancamento da pauta do Congresso. “Mesmo que essa declaração do Paulo Roberto [Costa] seja fato e que a comprovemos nos autos, qual é o crime que existe nisso?”, questiona um dos investigadores da Lava-Jato. “Uma coisa é a atividade política. Outra é eventual crime dela decorrente. Toda a delação de Costa e outras que venham a ocorrer serão submetidas ao crivo do inquérito policial e da devida investigação”, esclarece.
A PF também instaurou inquérito para apurar supostos vazamentos da delação premiada de Costa.
Investigações sobre vazamentos podem resultar em processo penal. No dia 21 deste mês, o deputado federal Protógenes Queiroz (PC do B-SP) foi condenado pela 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) por violação de sigilo funcional qualificada. Queiroz, que é delegado da PF, foi responsabilizado por “vazar” informações da operação Satiagraha, deflagrada em São Paulo em 2008.
Fonte: http://www.sul21.com.br/jornal/advogado-de-youssef-confirma-armacao-da-revista-veja/

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Nota de repúdio à coluna de Paulo Santana

Por Leonardo Lemes

Como professor da rede estadual de ensino estou acostumado a ser achincalhado por parte da opinião pública, fomentado pelos veículos de comunicação em massa (conservadores, na maioria), quando o assunto é greve. Dessa vez, quem está sofrendo na pele são os funcionários do Banrisul, em greve há mais de 20 dias, lutando por seus direitos. Olhando a pauta de reivindicações (acredito que a maioria dos críticos não se deu ao trabalho) e nítida a pertinência da causa, sobretudo quando trata da questão do plano de carreira. Qual trabalhador não deseja um plano de carreira decente para quando chegar a hora de se aposentar, saber que terá uma aposentadoria justa e condizente com sua caminhada árdua durante 30 anos em média trabalhando no banco?

Pois bem, na coluna de ZH de hoje 23/10 o jornalista Paulo Sant'ana criticou veementemente um direito constitucional de todo trabalhador que é a greve. E mais, chamou de vagabundagem tal atitude. É vagabundagem lutar por seus direitos? Reivindicar melhores condições de trabalho? Um plano de carreira decente?

Não, senhor Paulo, os banrisulenses não são vagabundos. O senhor em vez de incitar o ódio contra uma categoria de TRABALHADORES, deveria deixar de olhar para o seu umbigo e perceber que a luta dos trabalhadores em busca de condições dignas de trabalho, é também a luta do povo. Por que hoje são os bancários, amanhã, os carteiros, depois de amanhã, os professores, e com certeza o senhor vai bradar contra a luta justa e constitucional das categorias.

É comum as mídias conservadoras criticarem os movimentos grevistas pois elas, em sua maioria, estão nitidamente a serviço de grandes empresários, que de maneira alguma desejam aumentar os salários de seus funcionários ou melhorar suas condições de trabalho. Paulo Santana e apenas um mero porta-voz de uma dessas mídias.

Se eu fosse bancário do Banrisul, exigiria do sindicato uma ação judicial contra suas palavras que visam a denegrir a imagem de TRABALHADORES. Quero muito crer que suas palavras apenas refletem um pensamento elitista e conservador (além de muita desinformação) e que não haja nada de escuso por trás de sua coluna.

sábado, 18 de outubro de 2014

Horário de verão 2014





Economia de água
Para especialistas do setor elétrico, a economia de água dos reservatórios das hidrelétricas, apesar de pequena, é importante diante do cenário de crise. Por conta da falta de chuvas, na quinta (16) o nível nos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste, que respondem por 70% da capacidade do país de gerar energia, estava em 22,09%, o pior resultado para essa época desde 2001, quando o país passou por racionamento.

“Essa economia [de 0,4%] não é de se jogar fora diante da atual circunstância”, diz Roberto Brandão, pesquisador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
“Os benefícios não são gigantescos, mas ainda são significativos, continua valendo a pena. Qualquer economia de água dos reservatórios é válida”, diz o presidente do instituto, Claudio Sales.
De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), entre 2010 e 2014 o horário de verão resultou em economia de R$ 835 milhões para os consumidores, devido à eletricidade que deixou de ser gerada pelo uso da luz do sol. Para a edição 2014/2015 do horário de verão, a economia estimada é de R$ 278 milhões, 31% menos do que na edição passada (R$ 405 milhões).
Esses valores, porém, são muito pequenos diante dos gastos do setor elétrico e não chegam ter impacto nas contas de luz. Apenas os empréstimos bancários para fazer frente aos gastos extras no setor elétrico em 2014 vão custar aos consumidores R$ 26,6 bilhões, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU).
Benefícios
Além da economia de energia, o governo defende a manutenção do horário de verão alegando que a medida evita investimentos de cerca de R$ 4 bilhões ao ano, com mais geração e sistemas de transmissão de eletricidade. Segundo o Ministério de Minas e Energia, ele permite um melhor aproveitamento da luz solar e “maior racionalidade no uso da eletricidade.”

Outra vantagem, diz o ministério, é o aumento da segurança do sistema elétrico e maior flexibilidade para a realização de manutenções, além de redução da pressão sobre o meio ambiente e nas tarifas cobradas pelo serviço. O horário de verão foi aplicado no Brasil pela primeira vez no verão de 1931/1932.
Consumo na ponta
Entretanto outro efeito do horário de verão, que é o de evitar picos de consumo de energia no chamado horário de ponta (entre 18h e 21h), “perdeu um pouco da relevância” nos últimos anos, aponta Roberto Brandão, da UFRJ.

Por conta do aumento no uso do ar-condicionado no país, mais recentemente os picos de consumo de eletricidade durante o verão começaram a ser registrados no início ou meio da tarde, entre 14h e 16h. Na quinta (16), por exemplo, ele aconteceu às 14h47, informou Brandão.
No passado, esse pico era registrado entre 18h e 21h, devido ao aumento do consumo gerado pelo uso de eletrodomésticos quando as pessoas saem do trabalho e voltam para as suas casas, junto com a iluminação pública nas cidades. 
“Nos últimos anos, o horário de verão perdeu um pouco da sua relevância porque houve mudança no padrão de horário de ponta no Brasil”, diz o pesquisador. Ele aponta, porém, que continua sendo importante equilibrar a demanda por energia no fim do dia.
Para o professor de engenharia elétrica da Universidade de Brasília (UnB), Rafael Shayani, o horário de verão continua sendo importante para “evitar a sobrecarga” do sistema elétrico durante o verão e até mesmo apagões. “O horário de verão é necessário na medida em que a demanda por energia no Brasil está crescendo e o setor elétrico não consegue acompanhá-la. Ela visa evitar um apagão”, diz ele.
Fonte:http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/10/horario-de-verao-comeca-domingo-em-meio-crise-no-setor-eletrico.html

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Evo Morales vence eleições na Bolívia e vai para 3º mandato

Geografia da América Latina


O presidente boliviano Evo Morales conquistou uma grande vitória nas eleições de domingo, segundo pesquisas de boca de urna que apontam mais de 60% dos votos, o que garantiu um terceiro mandato consecutivo até 2020.
“Muito obrigado irmãs e irmãos por este novo triunfo do povo boliviano. Este triunfo está dedicado aos que lutam contra o imperialismo. Está dedicado a Fidel Castro e a Hugo Chávez, que em paz descanse”, disse o presidente ao celebrar a reeleição.
Morales, de 54 anos, conseguiu uma vantagem de quase 40 pontos sobre o segundo colocado, o empresário Samuel Doria Medina, segundo pesquisas das consultorias Equipos Mori e Ipsos.
Doria Medina, de 55 anos, tinha pouco mais de 20% dos votos, segundo as pesquisas.
O Tribunal Eleitoral suspendeu a apuração oficial após contabilizar menos de 3% dos votos e deve retomar os trabalhos nesta segunda-feira.
Morales, um grande defensor da folha de coca e crítico dos Estados Unidos, saudou os simpatizantes na Praça Murillo, no centro histórico de La Paz.
“Este é o triunfo dos anticolonialistas e dos anti-imperialistas”, afirmou Morales, enquanto a multidão gritava “Pátria sim, colônia não”.
No poder desde 2006, Morales, primeiro presidente indígena da Bolívia, precisava de 50% mais um dos votos para garantir a reeleição sem a necessidade de segundo turno. Na eleição de 2009, recebeu 64% dos votos.
De acordo com uma apuração extra-oficial, o governo deve manter a maioria absoluta no Congresso, um dos objetivos de Morales.
Milhares de bolivianos saíram às ruas de La Paz e das principais cidades do país para festejar a vitória de Morales, que surpreendeu ao vencer pela primeira vez em Santa Cruz (leste).
No departamento, motor econômico da Bolívia e que concentrou por um período a oposição mais radical à política de Morales (indigenista, antiamericana e estatizante), o presidente conseguiu um apoio surpreendente, favorecido pelo crescimento econômico e o bom momento dos negócios.
Segundo o FMI, a Bolívia deve registrar crescimento de 6,5% do PIB em 2014, o maior da região.
“A vitória esmagadora de Morales é um reconhecimento da gestão do governo e mostra que a oposição nunca teve uma visão de país”, disse o analista Reymi Ferreira, professor da Universidade Gabriel René Moreno de Santa Cruz.
Fonte: http://www.sul21.com.br/jornal/evo-morales-vence-eleicoes-na-bolivia-e-vai-para-3-mandato/

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Feliz dia do professor!!

Desde o início da civilização humana, sempre houve pessoas com dons especiais se dedicavam a ensinar aos demais aquilo que sabiam.
Sempre foram os professores quem abriam as janelas do conhecimento, do novo, do inimaginável e foi graças a disseminação de ideias, propagadas por esses mestres dedicados, que a humanidade evoluiu através dos tempos e foi também por eles, que se alcançou grandes feitos.
O professor agrega, cativa seus ouvintes, traz para si seres ávidos de saber, também molda o sentimento e as percepções; a partir daí, os discípulos passarão a ser pessoas melhores, aptas a percorrer seu caminho com o que foi aprendido.

                 “Ensinarás a voar… mas não voarão o teu voo.
Ensinarás a sonhar…mas não sonharão o teu sonho.
Ensinarás a viver…mas não viverão a tua vida.
Ensinarás a cantar…mas não cantarão a tua canção.
Ensinarás a pensar…mas não pensarão como tu.
Porém, saberás que cada vez que voem, sonhem, vivam, cantem e pensem…estará a semente do caminho ensinado e aprendido.”
(Autor desconhecido)

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Forte terremoto em El Salvador e Nicaráguia

Terremoto de magnitude 7,3 abala El Salvador e Nicarágua; 1 pessoa morre


Pessoas deixam suas casas e procuram segurança nas ruas de Manágua, na Nicarágua. (Foto: Oswaldo Rivas / Reuters)

Pessoas deixam suas casas e procuram segurança nas ruas de Manágua, na Nicarágua. (Foto: Oswaldo Rivas / Reuters)
SAN SALVADOR (Reuters) - Um forte terremoto de magnitude 7,3 abalou na noite de segunda-feira El Salvador, onde matou pelo menos uma pessoa, e a vizinha Nicarágua, causando pequenos danos a residências e provocando um alerta de tsunami, que já foi suspenso.
O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, por sua sigla em Inglês) informou que o epicentro foi a cerca de 70 quilômetros a oeste-sudoeste de Jiquilillo, na Nicarágua, a uma profundidade de 40 quilômetros.
Em El Salvador as autoridades informaram que um homem morreu quando caiu um poste da rede de energia e que várias residências foram danificada.
O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico afirmou em um alerta que um possível tsunami poderia ocorrer nas costas da Nicarágua, Honduras e El Salvador, a 300 km do epicentro dentro de uma hora após o alerta de terremoto.
As autoridades locais pediram às pessoas que ficassem longe das áreas mais baixas na costa, como medida preventiva. No entanto, não houve maiores danos.
O sismo também foi sentido na Costa Rica, Panamá e Guatemala.
Fonte: http://br.reuters.com/article/worldNews/idBRKCN0I310020141014

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Terremoto deixa um morto e 324 feridos em Yunnan, na China

Terremoto deixa um morto e 324 feridos em Yunnan, na China

92.700 foram afetados, dos quais 56 mil foram realojados.
Governo local disponibilizou militares para buscas e auxílio às vítimas.


Pelo menos uma pessoa morreu e 324 ficaram feridas devido a um terremoto de magnitude 6,6 que atingiu a província de Yunnan, na china, nesta quarta-feira (8), segundo o governo local, informa a agência "Xinhua".
Ao todo, 92.700 pessoas do condado de Junggu foram afetadas, das quais 56.880 precisaram ser realojadas.
A agência de terremotos de Yunnan informou inicialmente da existência de 5 mortos, mas o Ministério de Assuntos Civis chinês afirmou depois que a informação estava incorreta.
As autoridades disponibilizaram unidades militares para ajudar na busca e no auxílio de vítimas, assim como para ajudar na remoção de escombros e reparação de danos.
A zona afetada, no sudoeste da China, sofreu outro forte tremor de terra, de magnitude 6,5, no dia 3 de agosto, que causou mais de 600 mortos e deixou milhares de feridos.
Fonte: http://portuguese.cri.cn/1721/2014/10/08/1s190204.htm

terça-feira, 7 de outubro de 2014

A direita olha em quem vota?

A direita olha em quem vota? 
Por Milton Ribeiro
Flagrante da revoada de votos chegando a Caxias
Acho engraçado quando me chamam de petista. Sou filiado a um partido, mas ele tem mais letras. Então, sinto-me muito tranquilo para comentar que o súbito aparecimento de José Ivo Sartori na primeira colocação das eleições estaduais revela uma curiosa característica do anti-petismo do RS e no Brasil. O direitoso parece pensar mais ou menos assim: “Não interessa em quem eu voto, interessa apenas contra quem voto”. E atualmente o diabo é o PT. Não é surpresa que alguns candidatos apregoassem “Eu posso derrotar o PT”. Afinal, este é seu real objetivo, não o de nos governar ou legislar de forma a tornar melhores nossas vidas. Após as denúncias sobre as terras e o CC de Ana Amélia, os votos da direita voaram para a serra, onde estava o candidato mais próximo e não “de esquerda” nas pesquisas. Se as pesquisas dizem alguma coisa da realidade, a migração de votos deve ter tapado o sol em Caxias do Sul neste fim-de-semana.
Algo semelhante ocorreu após a derrocada de Marina. Seus votos sumiram e foram parar em Aécio.
Sartori, seu sorriso e sua polenta não parecem muito com Ana Amélia. Sartori parece mais com Germano Rigotto. Com ar de tiozão paz e amor, tem a pretensão de agradar a gregos e troianos, ou aos petistas e progressistas que amanheceram deprimidos hoje, após serem torpedeados por bem-endereçados peitos e coxas vindos das galeterias da serra. Leiam o que ele disse: “Não quero ser visto como inimigo dos eleitores de Tarso, mas também quero ser reconhecido pelos eleitores da Ana Amélia. Fizemos uma campanha limpa e propositiva. E não vamos entrar nessa de agredir esse ou aquele, agradar um ou outro. Vamos fazer uma campanha limpa. Os eleitores de Tarso não serão nossos inimigos”, repetiu.
O discurso de Sartori é esperto e demonstra bem o que é seu partido, o PMDB. O PMDB é um partido alongado e eclético, tolerante e atlético, que adere e corre ao lado de qualquer um, sempre com um sorriso nos lábios. É sem dúvida um terrível adversário para Tarso Genro, pois se metade dos eleitores de Ana Amélia aderirem a ele, o Sartori leva o estado. Na boa, tenho medo. Sempre espero o pior desses caras desconhecidos da direita e raramente me decepciono.
Fonte: http://miltonribeiro.sul21.com.br/2014/10/06/a-direita-olha-em-quem-vota/

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Laboratórios GSK e NewLink aceleram produção de vacina para Ebola


GENEBRA - A empresas GlaxoSmithKline (GSK.L) e NewLink Genetics (NLNK.O) estão se empenhando para acelerar a produção de vacinas contra o Ebola, e têm como meta um “aumento muito significativo na escala durante a primeira metade de 2015”, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quarta-feira.
Mesmo nas melhores condições, se as vacinas experimentais se mostrarem seguras e oferecerem proteção nos testes clínicos, um número considerável de doses só estará disponível após o final do primeiro trimestre do ano que vem, disse a entidade.
A GSK e a NewLink iniciaram a primeira fase dos testes com voluntários saudáveis ou o farão em breve em mais de 10 localidades da África, da Europa e da América do Norte, afirmou a OMS em um comunicado, após realizar uma reunião de dois dias com 70 especialistas.
Os dados de segurança iniciais são esperados até o  final do ano, e a segunda fase dos testes acontecerá no começo do ano que vem para gerar mais dados.
“As duas empresas estão trabalhando para aumentar sua capacidade de produção. O objetivo é um aumento muito significativo na escala durante a primeira metade de 2015”, disse a OMS.
“O próximo passo é tornar estas vacinas disponíveis assim que possível –e em quantidades suficientes– para proteger assistentes em frentes de atuação críticas e para fazer a diferença na evolução futura da epidemia”, informou a agência.
Fonte: http://www.msn.com/pt-br/noticias/mundo/laborat%C3%B3rios-gsk-e-newlink-aceleram-produ%C3%A7%C3%A3o-de-vacina-para-ebola/ar-BB6QWYK
Pitaco do blogueiro: Agora que chegou nos EUA eles aceleram a produção da vacina...