Google+ Followers

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Mais médicos


E SE OS MÉDICOS FOSSEM AMERICANOS ?




Representante do Ministério Público do Trabalho, em trepidante entrevista, nesta sexta-feira, a “suaves apresentadores” da GloboNews, teceu severas críticas à política de Saúde do Governo.

Omitiu-se, porém, quanto à Política Externa, à de Geração de Hidreletricidade e a Bolsa Família.

Mas, quase !

O guardião da CLT (oh !, Vargas, onde estás ?) deu a entender, por elipse, diante do obsequioso silêncio dos “suaves”, que os médicos cubanos trabalham sob regime de Escravidão.

(Bom era no tempo do Fulgêncio Batista !)

O amigo navegante provavelmente não assistirá a espetáculo mais deprimente e revelador do que essa resistência feroz à vinda de médicos estrangeiros.

Na verdade, a reação não é a médicos estrangeiros em geral, mas, porque, desde sempre, se soube que  os cubanos viriam, como vão, com competência de abnegação, a mais de 60 países no mundo.
Os cubanos virão para trabalhar onde os médicos brasileiros NÃO vão !

E é melhor que os brasileiros morram a serem atendidos por cubanos comunistas.

A campanha de ódio contra o Mais Médicos é a representação mais crua do reacionarismo brasileiro.

Da resistência dessa elite, que, segundo o Mino Carta, é a pior do mundo !

Como diz a amiga navegante baiana, e se os médicos cubanos fossem americanos ?

O que diria o Conselho Federal de Medicina ?

E o Conselho Regional de Medicina de São Paulo ?

O mesmo CRM que abrigou sob cumplicidade renovada as atividades do notável médico brasileiro Dr Roger Abdelmassih. Lembram dele?

Viva o Brasil !

O consolo é que o Padilha vem aí, do jaleco branco !

E vamos ver o Alckmin e o Aecio Neves levarem o CRM para o palanque.


Nenhum comentário:

Postar um comentário